Deixando de ser Astronauta: Transição do Industrializado para o Saudável

Vale sempre ressaltar a tradicional frase:

O ser humano só aprende pela experiência

E claro, que eu e tantos milhões estamos nesta lista de humanos!

Hoje a indústria de alimentos (acho que) não me engana mais. Há de concordar que tudo que é industrializado é prático, rápido e muito saboroso, muito gostoso…

Mas é comida de astronauta já percebeu?!

Se fomos criados com sabores artificiais… dificilmente uma maçã (natural) terá o mesmo gosto super dosado da artificial. A indústria enfeita paladares pra realmente nos encantar e vão além do paladar natural. E nosso corpo acostuma com aquele falso paladar.

As pessoas estão deixando de comer comida caseira, natural pra comer alimentos que vem dentro daqueles pacotes super desenhados, coloridos, cheios de personagens, cheios de aditivos para deixá-los palatáveis e duráveis. Bem atrativo!

Pesquisando mais sobre alimentação soube que estes aditivos são sintéticos, feitos em laboratórios e nosso corpo não aceita aquilo que não é vivo.

E pior é que quando você pensa que está com uma alimentação saudável, por exemplo, um lanchinho integral com peito de peru... delícia, né?! Sim… é gostoso, pelo menos eu adoro!

Mas já percebeu que tudo quanto é produto embutido tem aquela cor rosada? Salsicha, o presunto, a mortadela. O produto que define esta cor rosa é o nitrito, um componente altamente cancerígeno usado pra conservar a carne por mais tempo”

Pois é… (re)moldar o paladar não é nada fácil!

Voltando a pauta de que “o ser humano só aprende com a experiência” (normalmente nsó aprendemos quando a experiência é negativa, certo?) … então … Já fui mais disciplinada em alimentações quando morei sozinha, nesta época tudo ficava muito mais fácil , pois quem determinava o que entrava ou não na geladeira era apenas eu.

Mas morando com pais calóricos (rsrs) fica muito mais difícil! É fritura em abundância (batata frita, bifes, frangos, bolinhos de carne, …) e açucar tal qual, embutidos e enlatados, exceto sal, pois minha mamadi é hiper tensa.

Eu já venho mudando aos poucos minha alimentação e estilo de vida para ter uma vida mais plena, desde que tomei a descisão de perder os malditos pesos. É preciso muita informação e muita orientação (preferencialmente de um profissional em nutrição).

Quanto mais natural, melhor! E é preciso ter criatividade na hora de pilotar um fogão pra que aquela comidinha não fique com gosto de nada.

Claro que as vezes dá uma vontade louca de comer doritos com coca-cola (rsrs), mas tento me segurar enquanto estou de dieta (cutting). Sei que é por um período e que mais a frente nada impede de beliscar (só pra matar a vontade) estas beseiras feitas pra astronautas.

Mas sinceramente?? Vale muito a pena evitar comidas espaciais quando vamos acompanhando os resultados da cutting e dos exercícios… e é aí vejo que não foi sacrifício : )

Ainda dá tempo de repensar no estilo de vida, nas atitudes e hábitos! Mas ainda tenho que aprender muito! Começar já é um passo.

Nós somos aquilo que nos alimentamos ; ) R.A. já!!

Faz bem para o corpo… faz bem para o ego… faz bem pra alma!